Jobs

www.apple.com-2011-10-5

Após seu retorno à Apple, a empresa iniciou a fabricação de produto icônico atrás de produto icônico. Produtos que definiram uma década. O iMac, OS X, o iPod, o iTunes (o que foi muito bom, antes era muito ruim), o iPhone, o IPad. Todos estes produtos eram profundamente humanos. Refletiam sua compreensão de como a tecnologia pode ser utilizada não só no local de trabalho, mas em casa. Em sua palestras, as demonstrações dos produtos tipicamente mostravam não executivos, mas famílias.

Ele transformou a Apple na empresa mais valiosa do mundo.

Ele nunca conheceu seu pai biológico.

Ele realizou tantas coisas, em tantos campos, que é tentador comparar Jobs a alguém do passado. A um Thomas Edison ou a um Ben Franklin ou até mesmo a um Leonardo Da Vinci. Nós tendemos a fazer isso porque nos ajuda a compreender. Mas isso acaba sendo um desserviço. Ele era único. Tinha sua própria personalidade. Nossa própria personalidade.

Visto no Gizmodo.

E pra não dizer que fugimos do tema principal, uma biografia em quadrinhos de Jobbs está sendo produzida pela produtora JESS3. “The Zen Of Steve Jobs”, de 60 páginas, estará disponível em breve (em formato digital, como seria lógico) e a produtora disponibilizou algumas páginas de preview:

JESS3_Forbes_SJCM_Act1_Page10_HiRes

JESS3_Forbes_SJCM_Act1_Page11_HiRes

JESS3_Forbes_SJCM_Act1_Page12_HiRes

JESS3_Forbes_SJCM_Act1_Page13_HiRes

JESS3_Forbes_SJCM_Act1_Page14_HiRes

Visto aqui e aqui.

Os comentários estão desativados.
%d blogueiros gostam disto: