Arquivo para 17 de janeiro de 2012

A dança dos livros

 

Batman – abertura clássica de 1966

Recriada por lgfb1film, utilizando os famosos bonequinhos:

 
Visto aqui.

I Fórum Nacional de Pesquisadores em Arte Sequencial

Logo Forum Nacional

Acontecerá, em 31 de março, em Leopoldina (MG), o I Fórum Nacional de Pesquisadores em Arte Sequencial, que “se propõe a ser espaço aberto para trocas e discussão sobre pesquisas envolvendo a arte sequencial, analisar tendência e possibilidades de interface entre pesquisadores de todo o Brasil. Trata-se de um evento de alcance e divulgação nacional, embora também esteja aberto à participação da comunidade local”.

As inscrições para o evento já estão abertas, para ouvintes ou interessados em apresentar trabalhos nos 6 Grupos de Trabalho disponíveis (Narrativas sequenciais na História, Ciências Sociais e Humanidades; Cultura, política e ideologias nos quadrinhos; Arte sequencial e Cultura Pop; Fanzines e HQ: abordagens, criatividade e educação; Gênero, Quadrinhos, Animação e Cinema: Representações Sociais, Apropriações e Releituras do Feminino e do Masculino; Representações de etnicidade na Arte sequencial).

Para maiores informações e inscrições, acesse o site do evento.

O crossover mais aguardado de todos os tempos!

GROO CONAN

A Dark Horse Comics anunciou para abril o lançamento do primeiro número (de quatro) da minissérie que vai mostrar o (possivelmente) catastrófico encontro entre Conan e o mais nonsense guerreiro das HQs, Groo.

A cargo da dupla Mark Evanier e Sergio Aragonés, criadores do esdrúxulo guerreiro, a minissérie promete ser um dos melhores lançamentos deste ano que se inicia. Imperdível!

Visto aqui.

Watchbirds?

watchmen_hector_alfonse

Uma homenagem a Watchmen, por Estevão Ribeiro, o criador da maravilhosa tira Os Passarinhos.

O criador encontra a criatura

O canal britânico Channel 4 promoveu um encontro do recluso Alan Moore com os manifestantes ingleses do movimento Occupy, que adotaram a máscara utilizada pelo personagem principal de uma de suas maiores obras, V de Vingança, como símbolo do movimento.

O resultado:

 
Visto aqui.

Nova marca da DC

dc1 dc2

A nova marca da DC Comics está gerando uma onda de ódio e revolta em fóruns e sites especializados (ou nem tanto) em quadrinhos. A ideia da letra D sendo retirada, como se fosse um adesivo ou algo que o valha, para revelar o C é de uma infantilidade absurda.

Sem contar a falta de pregnância na marca (sua legibilidade e clareza) e que a mesma deita por terra qualquer uma das boas regras da Gestalt ou de construção e aplicação de marcas. Só sabemos que o “adesivo sendo arrancado” é um D devido ao logotico abaixo do símbolo e porque sabemos do que se trata. Retire o logotipo e entregue a alguém que nunca ouviu falar na DC e veja o que acontece…

DC Logo History

Mesmo tendo apresentado sua última reformulação da marca em 2005, a nova estratégia de branding, provavelmente, vem alicerçada nas recentes mudanças por que passa a editora, com a recriação de seu universo de personagens e reformulação de seus títulos (os já muito comentados Novos 52). Só resta aguardar para ver se a nova identidade visual da empresa vai se firmar no mercado ou se será apenas mais uma página rapidamente virada na história dos quadrinhos.

Visto aqui.

%d blogueiros gostam disto: